F.C. PEDROSO - 0 x S.C.S. 08 - 1 - 29.ª Jornada
II Divisão Distrital da Associação de Futebol do Porto
16:00h, 19 de Abril de 2009
Complexo Desportivo de Pedroso

GR - 1 - Miguel
DD - 2 - Passos
DC - 3 - Eládio
DC - 4 - Figueiredo
DE - 5 - Rochinha
MC - 6 - Monteiro (capitão)
MC - 7 - Fernando Almeida
MD - 8 - Alex
AC - 9 - Heitor
MC - 10 - Rui Lima
ME - 11 - Carminé

Treinador: Pedro Reis

Golos:
78' Carminé (grande penalidade)

Subs:
65' 16 - Rúben por 8 - Alex
87' 15 - Mário por 11 - Carminé
90' + 2 - 18 - Pedro Teixeira por 10 - Rui Lima

Suplentes não utilizados: Igor, Almeida, Olavo, Telmo

Tarde a recordar… Começando pelo final, terminou tudo com adeptos dentro do campo a tirar fotos para recordar o momento em data futura.
Um Estádio composto por alguns milhares de adeptos, um ambiente fantástico e um óptimo relvado faziam adivinhar uma tarde de festa para quem gosta de futebol e para quem vibra com o Salgueiros.
A equipa apresentou-se com Eládio regressado meses depois, a substituir o castigado Renato. Os problemas físicos de Rúben obrigaram a alterações no meio campo: Monteiro a trinco, F. Almeida na posição intermédia e Rui Lima a fazer o papel de ‘10’. Nas alas jogaram Carminé na esquerda e Alex na direita.
O jogo iniciou dividido sem grande ascendente para nenhuma das equipas, e no primeiro quarto de hora não houve oportunidades de maior, com o Pedroso a acumular alguns cantos.
A partir dos 15’ iniciais, o Salgueiros tornou-se ‘mandão’ e impôs uma pressão como talvez ainda não se tinha visto nesta época. O Salgueiros aproveitava a posição avançada de Rui Lima e iniciava pressão na saída de bola do Pedroso logo no seu meio campo, chegando a estar a defender com 5 e 6 jogadores no campo adversário. Isto foi permitindo recuperações de bola em zonas avançadas o que ia colocando em dificuldades a defesa do Pedroso. Os laterais Rochinha e Passos apareciam muito ofensivos e criavam de facto algum sufoco que impedia o Pedroso de construir jogo. A troca de bola do Salgueiros também era feita com critério e velocidade e só faltava acutilância para criar mais perigo.
Aos 20’ o primeiro sinal de perigo real, com um atraso perigoso para o guarda-redes do Pedroso a que Heitor quase que chegava primeiro, ficando isolado. Seguiu-se um remate perigoso de Carminé, e um cruzamento deste para uma das raras finalizações de cabeça de Heitor durante o jogo, mas ainda longe da baliza. Merece palavra de reconhecimento o central n.º 4 do Pedroso, Teixeira, que tal como no jogo da primeira volta foi uma sombra permanente para Heitor, disputando e ganhando imenso duelos (poucos jogadores este ano se podem gabar disso), e como curiosidade fez a sua formação no Salgueiros, inclusivamente como colega de alguns jogadores actuais do Salgueiros 08.
Nesse momento tão positivo de jogo para o Salgueiros, uma nova oportunidade surgiu aos 28’, com um remate rasteiro de Heitor de fora de área, não muito forte mas muito colocado no canto inferior da baliza junto ao poste. Uma boa estirada impediu o golo.
Aos 34’ Heitor reclamou penalti na área por mão de um adversário que lhe tirou a bola depois de a ter dominado no peito já quase na pequena área. Logo no minuto seguinte Heitor ganha espaço e serve Rui Lima que dentro da área pela esquerda não consegue rematar com perigo apertado por dois defesas.
Assistia-se a um dos melhores momentos de futebol do Salgueiros de toda a época. A pressão tão subida no terreno não deixava de ter os seus riscos.  Um deles era que qualquer perda de bola com a equipa tão subida permitia muito espaço ao Pedroso e situações de igualdade numérica ou superioridade com a defesa salgueirista. Assim aconteceu aos 40’, num bom contra-ataque que conseguiu isolar um jogador na cara de Miguel, que cobre a baliza e defende em estilo sul-americano de perna esticada. Se é verdade que só fez uma defesa digna desse nome no jogo todo, Miguel evitou um golo feito… mais uma vez.
Chegou-se ao intervalo sem golos e seria de esperar que muito dificilmente o Salgueiros conseguiria manter a mesma pressão durante todo o jogo, dado o enorme desgaste físico a que esse sistema de jogo obriga.
O primeiro sinal de perigo foi para o Salgueiros, com Passos a combinar com Alex na direita com este, após enfrentar um defesa de frente, tentou colocar em jeito no poste mais distante, saindo a bola a rasar o poste.
O Pedroso entrou muito melhor na segunda parte e começou a furar o esquema de pressão do Salgueiros com melhor troca de bola. A equipa do Salgueiros foi esticando e criou-se muito espaço entre os jogadores de trás e os que tentavam pressionar. O Pedroso soube tirar partido disso e começou a conseguir ter situações de jogadas em igualdade numérica contra a defesa salgueirista, que só por enorme segurança da dupla Figueiredo (mais um tremendo jogo!) e Eládio (grande regresso!), não criou mais problemas.
Aos 53’ o Pedroso criou imenso perigo com um cruzamento rasteiro da esquerda para um jogador isolado na área, que falhou o remate de primeira.
Aos 55’ Fernando Almeida ‘penteou’ um cruzamento da esquerda que Heitor dividiu com o guarda-redes adversário, mas este levou a melhor.
Era o pior período do Salgueiros, com a equipa a necessitar de ter mais posse de bola e voltar a unir os sectores, tendo que prescindir da pressão que continuava a tentar fazer que claramente estava a expor a equipa a muito perigo nas perdas de bola. A acrescentar a isto os jogadores do Pedroso iam conseguindo ganhar quase todos as bolas divididas. Aos 65’ Pedro Reis tentou abanar o jogo com a entrada de Rúben para o lugar de Alex.
O momento decisivo da tarde chegou aos 76’, com Rui Lima a ser derrubado na área. Ficou a dúvida se foi uma carga de ombro ou um empurrão/abalroamento, sendo certo que o jogador do Pedroso nem tão pouco tentou jogar a bola, que seguia na frente dos dois jogadores. O tal defesa central que tinha estado em destaque acabou expulso pelos protestos. Carminé bateu com classe e a equipa mergulhou para o meio do público exuberante que festejou como se fosse o título. Logo a seguir Carminé serviu Heitor para um remate forte mas por cima. Aos 85’ após livre na direita Rúben falha in extremis por 2 vezes a emenda em cima do guarda-redes. Depois do golo não mais o Pedroso consegui assentar o seu jogo e só em duas bolas paradas teve perto da baliza de Miguel.
A partir daí a equipa mostrou maturidade e soube quebrar o ritmo de jogo com 3 substituições e devolver algum do próprio veneno que o Pedroso usou durante 45 minutos no jogo da primeira volta.
Agora sobra um resto de Domingo para festejar, uma Segunda-Feira para sorrir com o 1.º lugar e um resto de semana a acreditar que nada ainda está ganho. Falta uma jornada e uma vitória… e todos acreditamos faltarão depois os jogos de apuramento de campeão da 2.ª Divisão. Tem que ser uma semana de treino, trabalho e concentração, a preparar o que será mais um jogo histórico deste Salgueiros 08.
PARABÉNS EQUIPA!
9 Respostas
  1. FCP FOREVER Says:

    Parabéns pela vitoria hoje em Pedroso, e pelo mais que provavel 1º lugar nesta serie!!

    Pela alegria dos nossos jogadores no final do jogo em VPinheiro, embora o desconheça, o 2º lugar na serie, ou o 3ºlugar no conjunto das 2 series,dará tb a subida de divisão, como tal espero q nos encontremos para mais 2 jogos na proxima época.

    CART SEMPRE!!!


  2. RC Says:

    Uma palavra para o Miguel,fundamental na vitória de hoje, como já o tinha sido noutros jogos. Muita gente diz que o Salgueiros não tem GR. A esses eu respondo "tem e já nos safou de algumas derrotas". Luís, proponho que a foto da semana seja para ele... e claro, para os festejos!


  3. Este comentário foi removido pelo autor.

  4. De facto mais um grande momento Histórico do nosso Salgueiros, com direito a invasão de campo no final, para festejar...
    Com direito a reportagem total do Porto Canal que irá ser transmitida amanhã, segunda-feira, às 21 Horas... e eu fui entrevistado....hehehe


  5. c'est la vie Says:

    Grande Salgueiros :D
    1º ano de existência e primeira subida de divisão, melhor não se podia pedir.
    Atenção que ainda falta jogar com o Cruz, uma equipa fortissima, preciso ter cuidado e não pensar que já está ganho.
    E para o ano na 1º Distrital como será?? Repetir o mesmo deste ano?? É possivel, todos nós acreditamos.

    Força grande Salgueiros.
    Campeões allez :D


  6. Só uma referência ao último comentário ... Não é o 1º ano de existência o Salgueiros existe há 97 anos (faz 98 em 8 de Dezembro deste ano), o "08" do nome é uma contigência de outros problemas, o Futebol Senior existiu até 2004 e foi interrompido até 2008. Novo é só de espirito, renovado e sempre vencedor.


  7. Gomez_25 Says:

    Parabéns pela vitória de hoje e pela mais que provável subida de divisão!
    Têm uma boa equipa, uma massa associativa fantástica, têm tudo para ter sucesso e para ser um grande clube, parabéns + uma vez ;)

    So mais uma coisa, hoje ganhamos (G.D.Águas Santas), cuidado, ja so tamos a 40 pontos LOL

    Cumprimentos do keeper!


  8. fedro Says:

    É por isto que comprimentei este Keeper efusivamente no jogo com o aguas santas!!!! Obrigado Keeper por todas as palavras de apoio ao NOSSO salgueiros durante toda a época!!


  9. Gomez_25 Says:

    De nada caro fedro ;)
    Vocês sao pessoas fantásticas, esse momento no final do jogo ficará gravado para mim, a vossa simpatia!
    Fico contente por vocês cumprirem o vosso objectivo, só tenho pena é de não vos voltar a defrontar, mas espero encontrar.vos ainda + acima!

    Cumprimentos!


Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.


  • PRóXIMO JOGO

    SCS08 x NOGUEIRENSE
    SAB., 15 FEV. 15:00
    EST. PADROENSE



    COMENTÁRIOS

    ETIQUETAS