S.C.S. 08 - 2 x G.D. LEÇA BALIO - 0 : 22.ª Jornada

GR - 24 - Freitas
DD - 2 - Passos
DC - 3 - Barbosa
DC - 4 - Monteiro (Capitão)
DE - 5 - Moreira
MC - 6 - Fábio
MC - 7 - Gonçalo
MD - 8 - Nicola
AC - 9 - Quim Simões
MC - 10 - Pedrinho
ME - 11 - Carminé

Treinador: Pedro Reis

Subs:
58' 17 - Rúben por 10 - Pedrinho
70' 15 - Artur por 7 - Nicola
86' 16 - F. Almeida por 9 - Quim Simões

Suplentes não utilizados: Rui Alves, Neto, Eládio, Bessa

O Salgueiros entrou em jogo com o mesmo onze dos últimos 3 jogos, com uma assistência simpática a colorir as bancadas com a chuva a dar tréguas neste Sábado.
Ainda antes do jogo se iniciar, houve tempo para a Alma Salgueiristas receber uma prenda de aniversário atrasada, com Passos e Vítor Barros a serem os representantes do grupo na entrega de uma camisola oficial autografada à claque.

A entrada do Salgueiros em jogo foi muito positiva e bastante mais incisiva que na jornada anterior. Logo aos 4’ uma grande combinação entre Passos e Quim Simões, com este a ganhar espaço no flanco direito, terminou com um remate de Passos de primeira de pé esquerdo, mas que saiu direitinho ao guarda-redes contrário.
Mas as dificuldades que se esperavam para o jogo cedo apareceram. O Leça do Balio defendia de forma muito compacta, organizada e com bastante calma na troca de bola após recuperar a mesma. A juntar a isto um capitão de equipa que fazia uma marcação directa a Quim Simões muitíssimo incisiva, que lhe tirava grandes hipóteses de receber a bola em condições jogáveis.
O jogo seguiu assim nos primeiros 25’, com o Leça do Balio bem a defender mas sem sequer tentar atacar, e o Salgueiros com dificuldades em quebrar a barreira defensiva contrária, com falhas sucessivas no último passe.
Aos 26’ foi Gonçalo quem desatou o nó, após uma combinação na direita com Nicola e Passos que o deixou com espaço na área, e quando tentava cruzar com felicidade acabou por marcar o golo inaugural.
Até ao final da 1.ª parte mais duas vezes o Salgueiros criou algum perigo: aos 32’ Gonçalo libertou Quim Simões no flanco direito que com Carminé na área, cruzou adiantado permitindo a defesa do guarda-redes; aos 39’ após jogada na direita por Passos e Nicola a bola sobrou para Carminé na esquerda que tentou rematar em jeito, quando tinha dois colegas no centro da área em boa posição.

A segunda parte não trouxe grandes novidades. O Leça do Balio continuou quase no mesmo modelo e só tarde no jogo tentou arriscar um pouco. Na defesa progressivamente foi deixando abrir alguns espaços que sistematicamente surgiam quando o Salgueiros acelerava o jogo. O Salgueiros surgiu de novo tonificado entrando com grande intensidade na 2.ª parte e consequentemente aproximando-se mais da baliza contrária.
Carminé aos 55’ tentou o 1.º remate da 2.ª parte que saiu a rasar o poste, após jogada individual de Nicola.
Seguiu-se a 1.ª substituição que serviu para alterar o jogador da posição ‘10’, entrando desta vez Rúben para o lugar de Pedrinho. Cedo Rúben esteve numa boa jogada, após mais uma recuperação de bola de Gonçalo, que parecia fazer questão em fazer dobras em todos os pedacinhos de relvado disponíveis. Foi um jogo em que o pequeno 7 do Salgueiros coleccionou um infindável número de recuperações de bola que deram grande destaque à sua exibição, com uma garra colocada em campo que já conquistou definitivamente os salgueiristas. Após umas dessas recuperações, Rúben fez o que melhor sabe fazer: tabelou de primeira com Passos, ganhou espaço na ala, mas depois com Quim Simões em grande posição na área, cruzou demasiado adiantado, permitindo a intercepção do guarda-redes.
Seguiram-se remates por cima de Quim Simões e de Fábio, este último após boa jogada de Artur com assistência final para o remate de Rúben.
Aos 80’ finalmente o Salgueiros matou o jogo, numa jogada que certamente é das melhores do ano em termos colectivos. A bola saiu do flanco direito da defesa com uma primeira combinação entre Rúben e Quim, que foge para a área e abre para o flanco contrário onde Moreira recebe em velocidade. O Lateral esquerdo do Salgueiros corre, corre… e entrega a Artur que em 2 toques devolve para a linha, onde Moreira também apenas com 2 toques ultrapassa um adversário e cruza para a zona de penalti, onde não está ninguém plantando mas surge a recuar da pequena área Quim Simões que com faro de golo, se antecipa a um defesa e, para não variar em 2 toques, domina e remata de pé esquerdo para o seu 11.º golo da época. Uma jogada exemplar em todos os aspectos: a velocidade, o futebol a 2 toques, a utilização de grande amplitude do campo, a movimentação dos jogadores sem bola…
Antes do final ainda houve tempo para Carminé descair da direita para o centro para fazer um remate perigoso, e para o único remate que Freitas teve que defender, numa bola rematada à figura após uma falha de Barbosa, a única de toda a equipa a defender em todo o jogo.

O Salgueiros conquista 3 pontos a uma equipa que sabe jogar e bem, especialmente no processo defensivo, com segurança e tranquilidade, e se pode ter faltado alguma inspiração individual a nível ofensivo, a segurança a nível defensivo dá confiança e aumenta imenso a probabilidade da equipa ganhar os jogos… prova disso os 5 jogos sem sofrer golos, com Freitas quase sem trabalho que se veja.
A 11 jornadas no fim o Salgueiros volta a pressionar os adversários que jogam no dia a seguir e mostra um crescimento e um rendimento admiráveis.

Dando dois passos atrás para observar com a distância necessária, por muita exigência que se queria colocar pela história do clube, a realidade da prestação actual da equipa do Salgueiros 08 é, a todos os títulos, notável. O que tanto apregoam e acabam por abandonar tantos e tantos clubes por falta de resultados desportivos, o Salgueiros está a provar na prática que é possível alcançar: apostando numa equipa baseada na sua formação é possível estar a liderar uma divisão onde por norma (como em quase todas), quem quer ganhar e subir de divisão aposta na experiência. O Salgueiros entrou hoje em campo com 11 jogadores com média de idades de cerca de 20,5 anos! Jogadores da formação do Sport Comércio e Salgueiros e outros jovens, que crescem diariamente no projecto Salgueiros 08… e como crescem. A equipa já demonstra uma qualidade assinalável, mas mais que o talento tem impressionado a maturidade adquirida, que permite controlar alguns jogos quase de forma ‘profissional’. Qualquer observador menos informado que visse o jogo e visse a forma como a equipa está estruturada, como se posiciona e especialmente neste momento como defende, NUNCA apostaria que a média de idades em campo era de 20,5 anos e que este grupo está a fazer o primeiro ano em conjunto. Neste momento este é de facto um grande activo do Salgueiros que tem que ser estimado, acarinhado e valorizado, dando-lhe espaço para continuar a crescer e, principalmente, estando junto deles com uma palavra de estimulo quando as coisas correm menos bem.

Para já o Salgueiros é 1.º, continua 1.º e quiçá amanhã já estará mais 1.º.
6 Respostas
  1. 'JorgeVieira Says:

    uma observaçao: o freitas nao foi o numero 24, foi o numero 50. a serio.


  2. sem duvida terao de ter sempre o nosso apoio mesmo k em alguns jogos nao nos corra da melhor maneira.
    amanha sim estaremos mais primeiros os nosso adversarios vai escorregar.
    força SALGUEIROS


  3. Tiago Says:

    Apenas um reparo: o golo do Gonçalo pareceu-me claramente intencional. Foi um grande remate na "gaveta". Mas o que interessa é que continuamos no lugar que merecemos.


  4. 2 golos de 2 leixonenses que vestem a Alma Salgueirista por inteiro. São pessoas assim que dão sentido a tudo. Bravo!


  5. luís é pena é que na jogada coletiva que tanto gostaste que deu origem ao segundo golo do salgueiros não referiste o homem da defesa que não tenho bem a certeza se foi barbosa ou monteiro(mas acho que foi este último) quase na linha lateral ganhou a bola ao adversário esforçando se para não a deixar sair pela linha lateral e ainda deu seguimento á jogada fazendo um bom passe para quim: Luis a nossa equipa nao é so feita de médios e avançados á que dar muito mérito á nossa defesa que por vezes os nossos golos saiem da nossa própria defesa.Amo te salgueiros


  6. lfg Says:

    Não ficou filmado quem iniciou o lance... e quando não vejo não invento. Às vezes pergunto e nem os próprios intervenientes se lembram...

    sobre o dar mérito as atacantes e não à defesa, está escrito nesta mesma crónica:
    "... com segurança e tranquilidade, e se pode ter faltado alguma inspiração individual a nível ofensivo, a segurança a nível defensivo dá confiança e aumenta imenso a probabilidade da equipa ganhar os jogos… prova disso os 5 jogos sem sofrer golos, com Freitas quase sem trabalho que se veja."

    se isto não é destacar os defesas e a forma como toda a equipa defende, não sei o que será...

    Mas para isso serve também a caixa de comentários: para os adeptos deixarem a sua opinião e destacarem quem acham que merece destaque.
    eu deixo a minha que vale tanto como as outras.

    Saudações
    L.


Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.


  • PRóXIMO JOGO

    SCS08 x NOGUEIRENSE
    SAB., 15 FEV. 15:00
    EST. PADROENSE



    COMENTÁRIOS

    ETIQUETAS