S.C.S. 08 - 7 x A.F.C. GANDRA - 1: 2.ª Mão da Final
2.ª Mão da Final da II Divisão Distrital da Associação de Futebol do Porto
15:00h, 24 de Maio de 2009
Complexo Desportivo da Senhora da Hora

GR - 12 - Miguel
DD - 2 - Passos
DC - 3 - Figueiredo
DC - 4 - Eládio
DE - 5 - Rochinha
MC - 6 - Monteiro (capitão)
MC - 7 - Fernando Almeida
ME - 8 - Pedro Teixeira
AC - 9 - Heitor
MC - 10 - Rui Lima
MD - 11 - Carminé

Treinador: Pedro Reis

Golos:
41' Heitor
57' Fernando Almeida
62' Heitor
67' Carminé
69' Heitor
72' Passos
75' Fernando Almeida

Subs:
55' 14 - Telmo por 10 - Rui Lima
71' 16 - Alex por 9 - Heitor
78' 13 - Almeida por 3 - Figueiredo

Suplentes não utilizados: Igor, Rúben, Mário, Olavo

Tarde de festa que prometeu chuva mas trouxe Sol. O Sol da vitória, o Sol do renascimento, o Sol da festa, o Sol da subida de Divisão, o sol dos CAMPEÕES.
Nas bancadas muita festa e milhares de pessoas, mas com o campo um pouco menos lotado do que no jogo com o Cruz, o derradeiro do campeonato e que deu o acesso à Final.
Pedro Reis nada alterou estruturalmente na equipa, entrando apenas Figueiredo para o lugar do ausente Renato.
O jogo começou e rapidamente se percebia que a toada seria a mesma do jogo da 1.ª mão da final. Salgueiros activo e rápido a criar muitas vezes perigo com o Gandra com futebol mais directo, tentando aproveitar a valia dos seus dois avançados, sempre muito móveis.
A primeira sensação de golo surgiu logo aos 10' pelos pés de Carminé, que como tem sido habitual aproveitou o posicionamento do lado direito para flectir para o centro e rematar com força mas a rasar o poste.
Sucederam-se cantos e livres laterais com algum perigo, mas foi Fernando Almeida que aos 25' esteve próximo de marcar... mas em livre directo quase igual ao que deu o terceiro golo (de recarga) contra o Cruz, acertou de novo no mesmo poste (é preciso pontaria…), com a bola depois a saltar nas costas do guarda-redes e a sair para canto. Lance de muita felicidade para o Gandra.
Aos 33' foi Pedro Teixeira quem entrou na área pelo lado esquerdo, ganhou espaço, mas rematou por cima, logo seguido de grande cabeçada de Heitor a resposta a canto do lado direito, a que o guardião do Gandra respondeu com grande defesa.
O único lance de perigo na primeira parte para o Gandra surgiu de um livre lateral em que foi deixado um homem solto à entrada de área que rematou sem oposição, mas após dois desvios a bola saiu ao lado.
Os Salgueiristas reviviam momentos da semana anterior e já adivinhavam que teriam que sofrer até ver o primeiro golo. Eis quando Carminé, apenas um passo à frente do meio campo quase encostado à linha lateral, faz um passe magnífico de primeira a isolar Heitor, que com a classe que se lhe conhece picou à saída do guarda-redes para o seu 26.º da época, igualando nesse momento o rival Litos do Gandra.
Euforia nas bancadas, exacerbada logo a seguir por cabeçada de Heitor defendida para a barra após canto na direita.
Ao intervalo houve tempo para aplaudir a equipa de juniores recém subida à I Divisão Nacional. Sem fazer uma grande exibição, nomeadamente com dificuldades no meio campo com Monteiro e Rui Lima a denotarem algum desgaste físico, o Salgueiros merecia por completo a vantagem alcançada.
Na segunda parte o meio campo melhorou e foi Monteiro quem assistiu em jeito para a primeira oportunidade, mas Pedro Teixeira atirou à figura, já dentro da área.
Aos 57' chegou o 2x0 num livre lateral do lado esquerdo por Fernando Almeida, que cruzou para a área, Eládio saltou ao primeiro poste tentando desviar, mas acabou por não tocar na bola, sendo que esta entrou directa. Talvez Eládio possa reclamar o golo para ele por ter tocado de raspão, ou pelo menos com alguns cabelos na bola.
A partir daqui o Gandra desmoronou-se. Adoptando uma táctica quase suicida, adiantou a equipa e tirou defesas, ficando muitas vezes apenas com 2 ou 3 homens atrás, e por vezes mesmo só com 1. Nisto resultaram imensos espaços para o Salgueiros que conseguiu com facilidade avolumar o resultado.
Aos 62' após lançamento lateral, Pedro Teixeira assiste de calcanhar de forma acrobática Heitor, que divide o lance com o guarda-redes adversário e depois atira para baliza deserta. Muitos protestos neste lance, quer por possível jogo perigoso quer por mão de Heitor.
Aos 67' chegou o golo da tarde e um dos melhores da época, com pormenores de classe individuais numa grande jogada colectiva: Pedro Teixeira inicia o lance do lado direito e passa a Monteiro, que inicia a progressão passando por um adversário e tocando de imediato para Fernando Almeida que só dá dois toques na bola... um para receber e rodar sobre si próprio e outro para isolar Carminé nas costas do lateral direito... este à saída do guarda-redes do Gandra picou a bola num chapéu sensacional. Um golo lindo, lindo.
Aos 69' com a defesa do Gandra cada vez mais esfrangalhada é Figueiredo quem consegue isolar Heitor com um passe quase da área Salgueirista. Este avança e à saída do guarda-redes toca de pé esquerdo em jeito. Foi o 28.º golo e último golo da época sendo substituído pouco tempo depois.
Aos 72' após cruzamento de Carminé da esquerda, Alex saiu da frente para deixar Passos marcar.
Aos 75' Monteiro faz um grande passe para desmarcar Passos na direita que assiste Fernando Almeida, que marca o 7.º golo da tarde de cabeça.
Até ao final ainda Alex e Pedro Teixeira tiveram perto de marcar com remates a saírem por cima da barra, e numa outra ocasião uma jogada de superioridade foi cortada de forma caricata por um defesa do Gandra no chão, com as duas mãos, sem ter sido assinalada falta.
No finalzinho a defesa do Salgueiros facilitou numa jogada muito confusa, Litos marcou o seu 27.º da época.
A encerrar a festa e numa disputa ombro a ombro com Rochinha que se iniciou bem longe da área, o jogador do Gandra só caiu já dentro da mesma e foi assinalada grande penalidade. Litos tinha a oportunidade de igualar Heitor, mas Miguel provou que não foi por acaso que defendeu 2 penaltis nos dois últimos jogos treino e defendeu muito bem. Contribuiu assim para a coroação final de Heitor como melhor marcador da prova com 28 golos (nenhum de grande penalidade).
No final a festa no campo foi curta dada a brusca invasão de campo, havendo depois apenas tempo para um semi volta de honra de alguns jogadores, já em trajes menores.
A festa seguiu para Vidal Pinheiro e depois percorreu as ruas da cidade até à Avenida dos Aliados.
PARABÉNS CAMPEÕES!
5 Respostas
  1. PARABENS CAMPEOES!ESPECTACULO!Sem palavras!Grande Abraço.


  2. lfg Says:

    Parabéns Campeão Carvalho!

    Por favor manda-me um email para o contacto aqui do blog.

    abraço
    L.


  3. carvalho parabens tmb para ti amigo pois es tmb um campeao e sem a tua ajuda tmb isto nao seria possivel mereces tanto o titulo como tds nos.

    obrg por teres representado o meu SALGUEIROS


  4. Magalhães Says:

    Carvalho, muito obrigado por tudo, os
    Salgueiristas nunca esquecem e nôs vamos te ter sempre no coração.
    Parabêns Campeão e Boa Sorte


  5. André Says:

    parabens amigo carvalho! Este titulo tbem é teu.Força campeão


Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.


  • PRóXIMO JOGO

    SCS08 x NOGUEIRENSE
    SAB., 15 FEV. 15:00
    EST. PADROENSE



    COMENTÁRIOS

    ETIQUETAS