S.C.S. 08 - 4 x F.C. FOZ - 1 - 9.ª Jornada
II Divisão Distrital da Associação de Futebol do Porto
15:00h, 22 de Novembro de 2008
Complexo Desportivo Senhora da Hora


GR - 12 - Igor
DD - 2 - Passos
DC - 3 - Eládio (Capitão)
DC - 4 - Renato
DE - 5 - Rochinha
MC - 6 - Monteiro
MD - 7 - Carvalho
MC - 8 - Cao
AC - 9 - Heitor
MC - 10 - Rui Lima
ME - 11 - Carminé

Treinador: Pedro Reis

Subs:
55' 16 - Fernando Almeida por 10 - Rui Lima
55' 17 - Jean por 9 - Heitor
67' 15 - Rúben por 11 - Carminé

Golos:
3' Monteiro
28' Carminé
73' Jean
86' Rúben

Suplentes não utilizados: Miguel, Pedro Teixeira, Telmo, Fábio

Com o aproximar dos jogos com as equipas do topo da tabela, o desafio com o Foz era importante para tentar catapultar a equipa definitivamente para a liderança do campeonato. Os salgueiristas corresponderam em grande número no que talvez tenha sido a maior assistência da época.
Ao nono jogo Pedro Reis de novo escolheu um onze inédito, com as novidades a começaram logo na baliza com o regresso de Igor. No meio campo, após recuperar dos problemas físicos, Cao voltou à equipa, com Rui Lima à sua frente e Monteiro, que tem percorrido todas as posições do meio campo, desta feita na posição ‘10’. Na frente Carvalho iniciou no lado direito, com Carminé pela primeira vez titular a alinhar do lado esquerdo e o melhor marcador Heitor no centro.
O jogo tornou-se (mais) fácil logo aos 3’, após canto de Rochinha na direita com um mau corte para o centro da área, que Monteiro aproveitou para fuzilar. Mais uma vez a equipa mostrava um dos seus grandes atributos da época – o aproveitamento das situações de bola parada. Foi de novo de canto que o Salgueiros criou perigo, com Heitor a cabecear forte mas ao lado, perto dos 10 minutos de jogo.
Aos 17’, após ser servido em profundidade por Eládio, Passos tentou aproveitar o adiantamento do guarda-redes mas o ‘chapéu’ saiu muito alto.
Com as habituais trocas dos extremos, a partir dos 25’ Carvalho começou a surgir em bom plano pelo lado esquerdo. Numa dessas ocasiões consegue um cruzamento rasteiro para a entrada de Carminé que não consegue concretizar. No entanto, não desistindo do lance acaba por ganhar uma grande penalidade que o próprio se encarregou de marcar com classe, aos 28’.
O Foz pouco conseguia como resposta, excluindo alguns lances esporádicos, como um bom contra-ataque pelo lado esquerdo aos 31’, que terminou com um bom remate e uma boa defesa de Igor.
Como também tem sido frequente o Salgueiros 08 começou a jogar em superioridade numérica a partir dos 34’, após uma falta sem bola que valeu um vermelho directo. No entanto, 2 minutos depois e quando nada o faria prever, o Foz marca na sequência de um livre. No que seria um cruzamento do lado esquerdo do ataque do Foz, a bola acaba por sair para a baliza e passa por cima de Igor, mal batido e talvez prejudicado pelo Sol de frente.
Os cantos continuavam a ser um ponto forte da equipa e aos 41’, Eládio desvia ao primeiro poste e quase marca no ângulo oposto.
Antes do final da primeira parte, surge a maior oportunidade perdida do jogo, com Carminé a cruzar da direita para uma entrada excelente de Rui Lima, que cabeceia sem oposição mas um pouco por cima.
A segunda parte foi perdendo qualidade e intensidade ao longo do jogo. A equipa visitante até foi a primeira a criar perigo num remate com oposição de Cao que saiu ao lado, e até o meio da segunda parte o jogo arrastou-se um pouco sem história.
Já depois das 3 substituições de Pedro Reis, e com a equipa do Foz já a demonstrar debilidades físicas, Carvalho consegue espaço na esquerda e serve Jean que coloca com calma entre as pernas do guarda-redes, deixando o Salgueiros a salvo de qualquer percalço. Mais a salvo ainda 4 minutos depois, após segunda expulsão para o Foz, por acumulação de amarelos.
Até ao final o Salgueiros poderia ter marcado mais vezes e só algum individualismo e falta de concentração impediu que vários ataques em superioridade numérica terminassem em golo.
Aos 80’ após cruzamento de Passos na direita, que nesta altura era praticamente um extremo direito (e dos bons!), o defesa do Foz quase marca auto-golo para impedir Jean de marcar. No canto subsequente Fernando Almeida confirmou um golo em cima da linha que foi anulado por fora de jogo, um canto em que o Foz jogava apenas com 8, com um jogador fora do campo a receber assistência.
A quatro minutos do fim em nova incursão de Passos pelo flanco direito e após cruzamento deste, com um remate seco e colocado Rúben encerra a contagem em 4-1.
O Salgueiros 08 vai estar pelo menos até amanhã isolado na frente, aguardando comodamente os resultados de Pedroso e Atlético de Rio Tinto. Quando estão tão próximos os desafios com estas equipas, bem como a jornada em que o Salgueiros não poderá pontuar por não jogar, esta vitória é crucial para tentar chegar a esses momentos com uma dinâmica forte de liderança.
2 Respostas
  1. pereirarjr Says:

    Quem quiser conhecer o Pedroso veja a última emissão de "Liga dos Últimos": http://tv1.rtp.pt/programas-rtp/index.php?p_id=17658&e_id=&c_id=1&dif=tv.


  2. IRRIDUCIBILI Says:

    Só falta o pedroso para a liderança ser só nossa..para semana um teste contra uma equipa que só cedeu esta jornada da liderança..além de estar bem classificamente, joga em pelado, o que me preocupa e muito...mas penso que temos arte e engenho para vir de lá com tres pontos..espero que haja mais uma vez muitos adeptos salgueiristas apoiar a nossa equipa...eu infelizmente estarei a trabalhar mas smp com o pensamento no jogo..

    Cumprimentos salgueiristas..


Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.


  • PRóXIMO JOGO

    SCS08 x NOGUEIRENSE
    SAB., 15 FEV. 15:00
    EST. PADROENSE



    COMENTÁRIOS

    ETIQUETAS