A.D.R. PASTELEIRA - 0 x S.C.S. 08 - 3 - 8.ª Jornada
II Divisão Distrital da Associação de Futebol do Porto
15:00h, 16 de Novembro de 2008
Estádio da A.D.R. Pasteleira


GR - 12 - Miguel
DD - 2 - Passos
DC - 3 – Eládio (Capitão)
DC - 4 - Renato
DE - 5 - Rochinha
MC - 6 - Monteiro
ME - 7 - Carvalho
MC - 8 - Rui Lima
AC - 9 - Heitor
MD - 10 - Rúben
MC - 11 - Pedro Teixeira

Treinador: Pedro Reis

Subs:
39' 16 - Fernando Almeida por 8 - Carvalho
73' 15 - Cao por 6 - Monteiro
82' 17 - Vitinha por 10 - Rúben

Golos:
54' 4 - Renato
58' 9 - Heitor
80' 9 - Heitor

Suplentes não utilizados: Igor, Telmo, Carminé, Figueiredo

Um Sol abrasador recebeu os (talvez) perto de 2500 ou 3000 espectadores que acorreram ao Estádio do Pasteleira, que não só criou ambiente de Verão como tornou muito difícil ver o jogo com a luz solar de frente para a bancada.
Ao oitavo jogo Pedro Reis apresentou a oitava equipa diferente. Defesa com o quarteto habitual. Com Cao tocado no banco, o meio campo com Monteiro, Rui Lima e Pedro Teixeira, desta vez na posição ‘10’. Rúben a iniciar de novo na ala direita, Carvalho na esquerda e o melhor marcador da equipa, Heitor, no centro.
O jogo começou calmo com o ascendente do Salgueiros a ir aparecendo, mas não deixando a equipa de sentir algumas dificuldades. O relvado natural muito irregular, quase sempre colocava a bola aos saltinhos em vez de a deixar rebolar. Isto durante todo o encontro causou problemas das recepções e no transporte de bola.
Na primeira meia hora o Salgueiros criou várias situações de um para um nas alas, que resultaram quase sempre em cruzamentos muito largos para fora, ou demasiado juntos à baliza para defesas fáceis. Os remates de fora de área não corriam melhor, saindo sempre muito mal.
Aos 27’ a primeira jogada com algum perigo com Pedro Teixeira a tabelar bem e entrar na área, depois a passar a bola por cima de um defesa, e já na cara do guarda-redes ficou sem força para fazer o que seria um golo excepcional.
Mesmo com as dificuldades do Salgueiros em criar situações de golo que dessem seguimento ao seu jogo superior no meio campo, a realidade é que o Pasteleira pouco ou nada fez ofensivamente na primeira parte.
Aos 36’ um segundo sinal de perigo, com um cruzamento largo de Rúben da direita para Heitor que recebeu bem com um só toque a livrar-se do adversário, mas ficou um pouco sem ângulo e já em desequilíbrio não conseguiu rematar com força de pé esquerdo.
O treinador do Salgueiros também não estaria contente com o futebol nas alas da sua equipa e, ainda na primeira parte, troca Carvalho por Fernando Almeida, sendo que este veio de facto melhorar o futebol da equipa. Conseguindo mais posse de bola na frente, o jogo da equipa ficou menos estereotipado e começaram a surgir desequilíbrios na defesa do Pasteleira e oportunidades de concretização para o Salgueiros, que realizou uma segunda parte muito mais conseguida.
Logo aos 47’ o exemplo disto, com Fernando Almeida a ganhar a linha à direita e a cruzar rasteiro, finalmente numa variação aos cruzamentos altos, com Rui Lima a entrar muito bem a rematar apertado de primeira, com a bola a sair à figura.
Entre os 54 e os 58 minutos resolveu-se o jogo com os dois golos do Salgueiros. Primeiro num livre na direita de Rochinha com o guarda-redes a saltar embrulhado com mais 3 jogadores, a bola espirra para Fernando Almeida que assiste Renato para marcar quase em cima da linha de golo. Como na semana anterior, Renato responsável pela abertura do marcador. O segundo golo, aos 58’, surge depois de um bom ataque rápido, com cruzamento de Fernando Almeida, na segunda assistência da tarde, enviando a bola ‘redondinha’ para a cabeça de Heitor que colocou no ângulo mais distante com enorme precisão.
A partir daqui o jogo ficou marcado por ataques rápidos do Salgueiros, alguns em superioridade numérica sempre com perigo, e pelas inúmeras lesões de jogadores do Pasteleira, cujas respectivas paragens tiraram ritmo ao jogo.
Aos 64’ avança Rúben, metendo a bola por um lado do último defesa e indo buscar por outro, cruza para Heitor que remata apertado pelo defesa. Aos 73’ depois de enorme corrida, Fernando Almeida surge isolado na esquerda, com Rúben sozinho do lado direito, mas em vez de passar tenta o golo de bandeira, num chapéu que saiu um pouco ao lado. Dois minutos depois mais um remate perigoso de Heitor saindo a rasar a barra.
O único ataque com perigo do Pasteleira aconteceu aos 78’ com um contra ataque que cria uma situação de 3 para 3 mas em vez de passar o avançado remata ainda fora da área, ligeiramente ao lado.
O segundo golo de Heitor, surge após jogada de Pedro Teixeira pela esquerda, passando a Rui Lima que faz um primeiro remate com defesa do guarda-redes que sobra de novo para Heitor que remata de pronto à entrada da área. Com um desvio num defesa o guarda-redes é traído e não tem hipótese de defesa.
Antes do final ainda tempo para entrar Vitinha, que se estreou a jogar este ano.
Com esta são seis vitórias consecutivas e o assalto que se espera definitivo à liderança.
2 Respostas
  1. The_Val Says:

    Mais um bom jogo do Salgueiros!

    Fernando Almeida entrou muito bem e dinamizou o ataque. Renato mais uma vez decisivo, a defender e a atacar. No entanto, penso que Heitor foi o melhor jogador em campo. Grande joga, a abrir espaços, segurar defesas e ainda marcou 2 golos.

    Vêm aí jogos com as equipas da primeira metade da tabela e, consequentemente, com um grau de dificuldade maior, mas acredito que os vamos superar.


  2. pereirarjr Says:

    Não assisti a este jogo (a minha primeira "falta" da época), mas fui sendo informado dos acontecimentos. Dois adversários directos (Pedroso e Rio Tinto) também ganharam hoje. Acho que, como diz o Eládio na entrevista, devemos continuar a jogar jogo-a-jogo pela vitória... na expectativa de aqueles adversários (juntamente com o Vila Chã, que está a 3 pontos do trio da frente), cedam alguns empates e derrotas. A ver vamos.


Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.


  • PRóXIMO JOGO

    SCS08 x NOGUEIRENSE
    SAB., 15 FEV. 15:00
    EST. PADROENSE



    COMENTÁRIOS

    ETIQUETAS